Tudo tem o seu tempo: a história do brasileiro que criou a sua oportunidade

Enfermeiro e com pós-graduação em saúde pública, Felipe estava estável profissionalmente. Doze anos trabalhando no mesmo local, cinco deles na área da gestão. Muitas pessoas podem considerar essa uma situação de vida ideal. Mas, na verdade, ele estava naquele “momento”.

Sim, em nossa vida existem alguns momentos que são peças-chave, onde a preparação se une com a oportunidade. E foi isso que aconteceu com Felipe. Ele sentiu que precisava mudar: ‘Eu estava querendo coisas novas, nem tanto assim pelo desafio, mas por mudar um pouco mesmo’. E desse jeito ele mudou radicalmente: outro país, outra cultura, novo trabalho.

Esse processo começou quando uma conhecida dele que já havia trabalhado em Angola, indicou o site Viver Angola para ter mais informações. Ele acessou o site, enviou o seu currículo, e em pouco tempo uma vaga apareceu justamente de acordo com o seu perfil profissional. A resposta do processo seletivo foi positiva: ele havia conseguido o cargo!

Em dois meses morando em Angola, muitas histórias já foram vividas. De início o choque habitual com outra realidade, mas hoje ele já está acostumado com a cultura local: “Morar na África é muito enriquecedor. Muito bacana conhecer outras pessoas, o jeito que elas se relacionam, a linguagem”, contou para o Viver Angola.

Além da oportunidade de conhecer novas culturas, outro atrativo é o profissional, pela grande variedade de oferta de trabalho, como ele mesmo afirma: “Um lugar muito bom para se trabalhar. Tem um grande potencial. Tem bilhões de coisas para se fazer aqui. Porque tudo pode ser melhorado. Tudo dá vontade de você dar a sua opinião”.

Felipe trabalha na área pública como assessor, e apesar de reconhecer o grande mercado de trabalho, também afirma que há muitas dificuldades. Segundo ele, as principais delas são a infraestrutura e os recursos humanos: “Para executar um trabalho tem que ensinar e às vezes acabar fazendo, porque o conhecimento técnico é muito diferente”.

Conselhos de Felipe

De acordo com a sua experiência, Felipe contou ao Viver Angola alguns conselhos para as pessoas que têm interesse em trabalhar no país. Confira só:

artes depoimento felipe

Esses são conselhos essenciais para quem está disposto a morar em Angola. Por ter feito essas reflexões é que Felipe conseguiu se adaptar tão bem nessa nova realidade. Ele afirma que sentiu que era o seu momento e não se arrepende disso.

 

Álbum de Vida

aldeia Município de Kangandala

Aldeia no Município de Kangandala.

aldeia no Município de Kangandala 2

Felipe junto com as crianças do Município de Kangandala.

tanque de guerra

Visita ao Município do Quela: tanque da época da Guerra Civil.

Rio Kwanza

Passeio ao Rio Kwanza, que é o maior rio exclusivamente angolano e dá nome à moeda nacional.

Mercado municipal popular em Malanje (Foto: Felipe Carvalho Manzi).

Mercado municipal popular em Malanje (Fotos: Felipe Carvalho Manzi).

 

Leia também: Uma brasileira, três experiências em Angola